9 passos para falar sobre reabilitação para dependentes químicos

Quando alguém da família apresenta sinais de que tem problemas com o álcool e outras drogas, é importante falar com esta pessoa. Mas isso precisa ser feito com empatia, com uma estratégia clara que leve o usuário a considerar um tratamento sem fugir, brigar, ficar magoado. A melhor forma envolve demonstrar que a família ou pessoas mais próximas está disposta a ajudar a superar a situação e que existe possibilidade de tratamento especializado. Confira abaixo os 10 passos para falar sobre reabilitação para dependentes químicos:

Leia Também: Recuperação das drogas é difícil, mas plenamente possível

1. MOMENTO CERTO

O melhor momento para esta conversa é uma ocasião em que o ente querido esteja sem os efeitos das drogas ou álcool e que o familiar esteja calmo e aberto para conversar, afinal, agressividade só atrapalha na hora de explicar o porquê da abordagem.

2. PREPARAÇÃO

Para a conversa, procure reunir o máximo de informações como: as consequências do uso, os prejuízos que a pessoa pode ter (saúde física e mental, financeiros, familiares, etc.). Contextualizar os efeitos do uso descontrolado de drogas pode ajudar a fazer com que a pessoa pense a respeito do que quer para sua vida.

3. COMBINE ANTES

Se precisar, reúna familiares e amigos que a pessoa realmente respeita e considera íntimo. Explique a eles o motivo da reunião, certifique-se que todos concordam com a intervenção e estejam dispostos a falar.

4. SEM JULGAMENTOS

Evitar fazer julgamentos é crucial. Procure não associar a dependência a amigos ou pessoas que a pessoa se relaciona. Não há culpados, portanto, manter o foco na solução é o ideal.

5. CRIE UM CLIMA POSITIVO

Embora a situação exija seriedade, não há motivos para exaltar os ânimos e nem tratar como um velório. A pessoa tem que ser encorajada a superar com a ajuda da família e profissionais especialistas.

6. SEM RECOMPENSAS

O maior beneficio que a pessoa terá ao aceitar o tratamento será a sua recuperação, uma vida saudável e um futuro livre de drogas. Não é preciso oferecer recompensas como uma viagem, um carro ou outro presente.

7. VENÇA AS OBJEÇÕES

Cuidado com “eu consigo parar quando quiser, não preciso de ninguém”. Essa reação tende a ser a mais comum. Embora exista muita força de vontade da pessoa, a dependência química provoca sintomas físicos e psicológicos quase intoleráveis, e, sem assistência profissional e medicações apropriadas, é praticamente impossível conseguir a reabilitação. Ninguém precisa passar por isso sozinho.

8. ATITUDE RÁPIDA

Assim que a pessoa concordar, proponha uma visita a clínica de recuperação e tratamento, de preferência na mesma semana. Isso porque o clima de esperança toma conta da família e pode se ter a sensação que já está resolvido. Para de fato, começar a vencer a dependência é fundamental a ação. A Clinica de Recuperação Saúde Premium está à sua disposição. Ligue no mesmo dia e agende com os especialistas

E se nada disso funcionar?

Infelizmente, nem todas as famílias conseguem convencer o ente querido. Caso seja a sua situação, saiba que isso não é motivo para desanimar. É muito comum que dependentes químicos neguem que têm problemas com álcool ou drogas e recusem tratamento. Continue tentando, pois uma hora a pessoa irá colocar sua vida em primeiro lugar.

  1. PARA SITUAÇÕES EXTREMAS

Para os casos graves de dependência química em que todas possibilidades se esgotaram, a internação involuntária é o ultimo recurso para salvar a vida do dependente e conseguir superar a doença. A clínica de recuperação Saúde Premium realiza o procedimento em conformidade com as leis e normas do Ministério da Saúde, garantindo segurança e tranquilidade.